terça-feira, abril 15, 2008

Uma das mortes mais "belas" do cinema

Agora que Charlton Heston partiu, deixo-vos aqui o momento alto de um dos seus melhores (e mais obscuros) filmes: O apocalítico e assustadôr Soylent Green de 1973. Comovente e sublime...



* As lágrimas de Heston são verdadeiras, uma vez que o seu amigo de longa data Edward G. Robinson, encontrava-se já muito doente, acabando por falecer 9 dias depois desta cena.

2 comentários:

LuísCarneiro disse...

Passe em derniermetro.blogspot.com e veja uma das mais "feias" mortes da televisão.

Cumprimentos.
Luís

Luís disse...

assim farei Luís...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails