sábado, junho 23, 2007

Diamante de Sangue (2006)

de Edward Zwick

De Edward Zwick, espero sempre algo de bom. O seu Glory (1989) , é um dos filmes da minha vida. No caso de Blood Diamond, as minhas expectativas não sairam frustradas (como tinha acontecido com o muito académico Last Samurai).

Tal como em Glory, Zwick retrata de forma intensa e realista a loucura e a barbárie da guerra e assina um filme denuncia poderoso e por vezes comovente. Apesar de uma história algo convencional (o bandido oportunista que descobre ter um bom coração e o pai integro que faz tudo para reunir a sua família), o filme aguenta muito bem as suas duas horas de duração. E isso acontece devido à força da denuncia do seu tema, às fortíssimas interpretações de DiCaprio e de Huston, assim como a sublime fotografia do "nosso" Eduardo Serra.

Blood Diamond, não estáo ao nível de Glory, mas é muito superior a Last Samurai, e tem a virtude de denunciar ao mundo, uma situação desumana e trágica, que infelizmente já nem tem espaço nos telejornais.

3 comentários:

Bracken disse...

Nunca vi pelo meu preconceito em relação ao Leo DiCaprio. Não consigo assistir condignamente a um filme onde o rapaz de cueiros entre. Mas depois da tua apreciação, sou capaz de dar uma espreitadela.
Abraço,
Bracken

Ursdens disse...

Aquele final arrastado e cheio de clichés hollywoodescos, na minha opinião, destrói o filme! Quase senti náuseas...

Luís Alves disse...

Bracken: vê esse e o Departed (não te preocupes que o imberbe do titanic morreu congelado:)).

Ursdens: sei ao que te referes, realmente o final tem um pouco de violinos a mais (como diria o nosso César Monteiro), mas quanto a mim não arruínas as virtudes do filme.

abraço aos dois

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails