terça-feira, maio 13, 2008

Absolutamente de acordo!

"In our culture of hype, the currency of praise has been so de-valued that no one credits it, even when deserved. The truth is, The Sopranos, whether in one-hour shots, 13-hour seasonal chunks, or the 86-hour long-form marathon—however you want to take it—is one of the masterpieces of American popular culture, on a par with the first two Godfathers, Mean Streets, and GoodFellas—the classics of Mob cinema—or even European epics such as Luchino Visconti's The Leopard, Bernardo Bertolucci's Novecento, or, as the late New York Times critic Vincent Canby first claimed, Rainer Werner Fassbinder's monumental 15½-hour Berlin Alexanderplatz, all of which The Sopranos dwarfs in terms of length, if not scope. New York's Museum of Modern Art honored The Sopranos in February 2001, when the senior film curator, Laurence Kardish, showed the first two seasons, along with a couple of films that influenced the show—including a Laurel and Hardy picture, Saps at Sea. This was the first time an American dramatic series for television had been shown at the museum. Kardish calls the show "an extraordinary blend of great psychological insight and social cartography, zany as well as poignant and resonant." No less an authority than Norman Mailer recently gave The Sopranos high praise indeed when he favorably compared the depth of its characterizations to that achieved in novels."
In Vanity Fair

8 comentários:

Nothingman disse...

A minha série preferida.

Estou a ver o "Six Feet Under" e sempre que aparece HBO fico à espera de começar a música "Woke up this morning".

Luís disse...

a minha favorita tambem.
é muito mais que tv.

e quanto ao logo, tambem me acontece isso com o rome...lol

abraço

JD disse...

Six Feet Under e Sopranos estão empatadas no meu top de séries. Vocês gostaram do final dos Sopranos?

Luís disse...

jd: eu gostei bastante. aquele corte abrupto, deixa tanto em aberto, que cada espectador pode escolher o seu final. brilhante como toda a magnífica série de David Chase.

abraço

JD disse...

Eu no fim da primeira vez que vi não gostei muito, mas vi uma 2ª e uma 3ª e percebi o objectivo, demonstrar que o destino do Tony iria ser inevitavelmente ou ser preso ou ser morto, estaria sempre a olhar por cima do ombro à espera de um ataque, acho que não havia muito mais por onde desenvolver a história sem esta se tornar repetitiva. Tudo o que é bom acaba, lol.

Luís disse...

"Tudo o que é bom acaba". nem mais JD! E concordo, o destino de Tony Soprano, é um caminho de paranoia e de medo até à sua inevitavel queda. Grande Final!

abraço

Nothingman disse...

"E concordo, o destino de Tony Soprano, é um caminho de paranoia e de medo até à sua inevitavel queda."

Também concordo e acho excelente terem deixado isso fora de cena. Ou seja, sabemos que provavelmente vai ser o que vai acontecer, mas não precisamos estar a ver.

Luís disse...

notingham: e depois aquela banda sonora, tão deliciosamente irónica:)

abraço

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails